Pelebrói Não Sei?

1994 - Oneide Dee Diedrich voltava num ônibus de Curitiba para Foz do Iguaçu, depois de ter vindo até a capital para resolver alguns assuntos sobre os vestibulares. No banco de trás viajava um garoto que vestia uma camiseta dos RAMONES, e por esse motivo iniciaram uma conversa. O rapaz se chamava Joca. 1995 - Oneide passa no vestibular e muda-se para Curitiba, coincidentemente reencontra Joca, ambos descobrem que moram no mesmo Bairro. No mesmo ano decidem formar uma banda, Joca assume a guitarra e Oneide os vocais e o baixo, começam a compor. Até então, havia apenas uma caixa de som “Ciclotron” na qual eram ligados guitarra e baixo (não havia microfone). Os “ensaios” eram feitos no apartamento do vocalista. Dee Diedrich propõe o nome “Pelebroi Não Sei”, nome já figurava nos cadernos de Oneide à alguns anos. Ele sempre dizia que este seria o nome de sua banda, muito antes de ter uma.
1996 - Joca passa no vestibular quando inicia o curso de engenharia elétrica na PUC, lá ele conhece Guilherme que também fazia o mesmo curso. Depois de algum tempo e algumas cervejas, Guilherme é convidada para ser o baterista. Ele tinha o mais importante: um lugar para ensaiar e a bateria, é claro. Guilherme nunca havia tocado com uma banda, nem Dee Diedrich, apenas Joca tinha alguma experiência.
1997 - Júnior entra na banda e assume a guitarra, Joca passa para o Baixo e Oneide fica com os vocais. A experiência não dá certo, mas Dee diedrich não quer nem saber de tocar baixo e Joca esboça uma vontade de voltar para a guitarra. Mesmo assim a banda faz duas apresentações. Dias depois a situação se torna insustentável e a banda pára de ensaiar, alguma coisa precisava acontecer. Eis que um amigo de Guilherme chamado Paulo, que freqüentava os ensaios da banda resolve se manifestar. O cara era baixista, já havia tocado em outras bandas e desejava se juntar aos “pelebróis”. Era o que faltava: um baixista de verdade. Em novembro a nova formação começa os ensaios e um mês depois faz a sua primeira apresentação na III GREEN FOREST.
1998 - A banda lança uma fita demo chamada “As Sete Faces do Senhor Down”, esta contendo sete musicas. No mesmo ano a banda é convidada a participar de uma coletânea chamada “BarulhoTapes” lançada pela Barulho Records, com mais cinco musicas. A fita acaba sendo indicada para o Prêmio Fun 98 da gazeta do povo como melhor demo tape. Em 1999 a banda voltaria ser indicada em várias categorias. Após várias apresentações em Curitiba e outras tantas fora da capital, a banda Pelebrói Não Sei? sente a necessidade de gravar seu primeiro CD.
2000 – No dia 8 de setembro a banda entra em estúdio para o início das gravações de “Positivamente mórbido”.
2003 - É lançado o cd “Lagrimas alcoólicas”, gravado no estúdio EL ROCHA em São Paulo.
2005 - A Banda retorna ao mesmo estúdio em que foi gravado o primeiro Cd (estúdio Solo/ Curitiba) para gravar seu terceiro álbum “